O picolezeiro mais conhecido da cidade

Com quase setenta anos e quarenta e cinco de profissão, Pelé vende picolés e esbanja sorrisos pelos bairros de Vacaria. Sem pressa em parar de trabalhar, ele mantém sua fiel clientela e o amor pela profissão

01/06/2022 Empreendedorismo Carolina Padilha Alves Penélope Fetzner

Talvez você não o conheça pelo nome, José de Alencar Duarte, mas sim pelo apelido: Pelé. Há quarenta e cinco anos ele desempenha o mesmo ofício, e ficou conhecido por todos como vendedor de picolé.

“Eu já atendi três gerações. Quando comecei, vendia para crianças na saída do colégio Padre Pacífico, os quais hoje já tem filhos e netos que também compram picolé comigo”, conta ele, orgulhoso.

Tudo começou quando, aos vinte e cinco anos, Pelé ficou desempregado. E então, veio a ideia de passar nas empresas que produziam sorvete, e sair vendendo com seu carrinho. Sua rotina sempre foi a mesma, trabalhando de Novembro a Abril, descansando no inverno e aproveitando os dias de chuva para resolver suas pendências particulares.

Os bairros nos quais mais atua são: Fatima, Jardim dos Pampas, Lomba Chata e Borges.

“Nunca trabalhei no centro, pois lá eles já tem mais opções de lancherias e sorveterias. Já nos bairros, o pessoal não precisa se deslocar e eu acabei criando uma clientela fiel durante todos esses anos”, comenta.

Com esposa e filho, sua renda principal sempre foi a mesma, até que há pouco tempo conseguiu se aposentar. Apesar disso, não pretende parar de trabalhar tão cedo.

“Enquanto Deus me permitir, estarei andando pelas ruas. Além do dinheiro, também vejo que é bom sair, encontrar os amigos, prosear um pouco. Meu serviço me proporciona isso”, diz ele.

Em novembro de 2022, Pelé completará setenta anos de idade, cheio de amigos, de histórias para contar e, segundo ele, sem preguiça de trabalhar. Residindo no bairro São João, o vacariano afirma que nunca pensou em se mudar daqui e que, apesar do frio rigoroso, ele adora sua cidade natal.

“Quando eu pensar em parar, preciso passar de casa em casa avisando todo mundo, pois os clientes vão ficar preocupados com o meu sumiço. Sou grato a todos eles que me possibilitaram manter meu ofício até hoje”, conclui o picolezeiro.

COMENTÁRIOS




REDES SOCIAIS

FACEBOOK INSTAGRAM
O conteúdo das ofertas é de responsabilidade exclusiva de seus anunciantes.