Uma Sete Galo com identidade própria

Sandro Antônio Tessaro, 43 anos, é quem pilota a CBX 750Four, destaque do mês. Kunytcho, como é conhecido, foi mecânico de motos por mais de 11 anos e elegeu uma Sete Galo como sua preferida

01/01/2013 Inegociáveis Giana Pontalti Barbara Dutra

As Sete Galo fizeram história. As motos, que colocaram a Honda entre as indústrias líderes, têm uma legião de fãs pelo mundo e alguns em Vacaria. Não é primeira vez que uma aparece no Inegociável. Afinal, nós também não resistimos ao charme e ao ronco delas. 
Sandro Antônio Tessaro, 43 anos, é quem pilota a CBX 750Four, destaque do mês. Kunytcho, como é conhecido, foi mecânico de motos por mais de 11 anos e elegeu uma Sete Galo como sua preferida. 
Exclusiva. Assim é a moto de 1986, modelo 87, modificada durante dois anos por Kunytcho. Ele aliou os estilos retrô e moderno sob duas rodas.

“Tive várias motos na minha vida, mas o ronco desta me seduziu. Decidi modificá-la, dando a ela uma identidade própria. Tem gente que gosta de ter o carro todo original, eu prefiro customizá-los.”


A primeira Sete Galo foi lançada em 1969. E foi nos mais de 35 modelos comercializados que Kunytcho se inspirou para montar a sua. A parte frontal foi alterada. O peso da carenagem foi reduzido para que a ciclística melhorasse.

“Deixei a moto mais maleável para poder avançar nas curvas. Quanto mais sinuosa a estrada, melhor”. 


Arrojado, Kunytcho redefiniu a estética da moto. O design frontal remete ao modelo antigo. A traseira, originalmente próxima à roda, foi elevada. E as cores, alteradas. O preto dominou a moto.  A dupla vermelho e branco foi eliminada porque Kunytcho torce para o tricolor?  Que nada! Quando questionado sobre as cores, concluiu:

“Não sou nem gremista, nem colorado. Meu único esporte é moto”.

COMENTÁRIOS




REDES SOCIAIS

FACEBOOK INSTAGRAM
O conteúdo das ofertas é de responsabilidade exclusiva de seus anunciantes.